domingo, 17 de março de 2013

Absorvente para seios ou conchas para amamentação? Só não vale chorar pelo leite derramado



Assim como o bebê precisa de enxoval antes de nascer, a mamãe também precisa de alguns produtos específicos para o período logo após o parto. E, às vezes, esquecemos que o “restaurante” do bebê funciona a pleno vapor logo após a mamãe dar à luz. Só depois de 45, 50 ou até 60 dias após o nascimento do bebê é que o organismo da mulher começa a se adaptar ao ritmo e à necessidade de nutrição do bebê, produzindo apenas a quantidade de leite adequada. É, mas até se passarem esses 50 dias, quem já teve bebê sabe: é um tal de pinga-pinga de leite a torto e a direito. Quantas e quantas vezes acordei no meio da madrugada com o leite escorrendo. Molha camisola, molha lençol... e prejudica o sono da mamãe. Eu, pelo menos, não conseguia continuar dormindo toda molhada e levantava pra trocar tudo. Sem falar naquele cheirinho azedo, parecido com suor, que o leite materno tem, assim que sai do seio da mãe. Nossa, como fede! 


Bom, uma maneira que encontrei para minimizar esse problema de vazamento de leite foi usar as conchas para amamentação. Antes de minha filha nascer, comprei tanto o absorvente para os seios como as conchas. Comprei o absorvente da Johnson’s. Assim como as fraldas descartáveis, o absorvente para seios é feito com flocgel, um material que promete aumentar a absorção, evitando vazamento de leite. Esse modelo da Johnson’s é bem discreto, fininho e não faz volume sob a roupa. Segundo o fabricante, o absorvente é feito de material respirável, não abafando o seio e permitindo circulação de ar. Mas, eu particularmente não usei muito o absorvente. Não sei se eu não soube utilizá-lo, mas nas poucas vezes que tentei, o absorvente grudou no meu mamilo e tive que puxar pra retirá-lo, me machucando. Outra desvantagem do absorvente é que, obviamente, ele é descartável. E a caixinha não é baratinha: R$ 10,00 (em média) a caixa com 12 unidades e R$ 15,00 (em média) a embalagem com 24 absorventes.

Absorvente para seios - Johnson's.
Material respirável.

Optei por usar as conchas para amamentação. 

À esquerda, concha pré-parto. À direita, concha pós-parto.
Eu já tinha ouvido falar sobre as tais conchinhas e resolvi experimentar. Mas, na minha inexperiência, não percebi que comprei o modelo errado. Existem dois modelos de conchas para amamentação: pré e pós-parto. A diferença entre elas são muitas. A concha pré-parto é bem menor (comprei o tamanho 35S) e tem a base rígida. Ela é indicada para mulheres que têm mamilo plano ou invertido. A base rígida estimula a reversão do mamilo, facilitando a futura amamentação. Vejam na imagem abaixo, a base rígida.

Concha pré-parto: base rígida.


Já a concha de amamentação pós-parto é bem maior e tem a base flexível. Essa base permite um melhor ajuste da concha ao corpo e ela é bem mais confortável que o modelo pré-parto. Outra diferença que percebi é que passei a acumular menos leite com a concha correta. Isso porque a concha pré-parto tem a função de pressionar o seio. Imagine um peito cheio de leite sendo constantemente empurrado... claro que vai vazar mais leite. Já a base flexível da concha pós-parto se ajusta ao corpo sem pressionar o seio. Com isso, não há desperdício de leite e o que fica na concha é realmente apenas o que vazou da mama. Pena que levei umas 3 semanas pra descobrir que estava usando a concha errada. Coisas de marinheira de primeira viagem. Risos... Só não me arrependo 100% de ter comprado o modelo errado porque as conchas pré-parto tiveram uma utilidade no período de amamentação. Quando minha filha tinha em torno de 40 dias de vida, meu leite empedrou. Nossa, que dor do cão, viu? Dói seio, braço, pescoço, costelas... E como eu não percebi logo que o problema era o leite empedrando, fui deixando pra lá. Comecei sentindo aquela dorzinha quando mexia o braço, mas não liguei. A coisa foi piorando, piorando, até que ficou insuportável. Procurei na internet alguma solução para meu problema e descobri massagens e compressas que ajudaram (e muito!). Foi aí que lembrei das conchinhas pré-parto. A base rígida empurra o seio, lembram? Então, coloquei as conchinhas e fui dormir. Com a pressão da base contra o seio durante a noite toda, na manhã seguinte meu seio estava bem mais vazio (e a conchinha cheia de leite) :)



Concha pós-parto: base flexível.
As conchas podem ser desmontadas, facilitando sua higienização e devem sempre ser lavadas e esterilizadas. Se a concha estiver bem higienizada e esterilizada, o leite acumulado pode ser oferecido ao bebê.
Fácil higienização.
 Uma das vantagens da concha sobre o absorvente é manter o mamilo sem contato com nenhuma superfície. Para mulheres com rachaduras ou fissuras nessa região, isso faz toda diferença porque o mamilo não sofre atrito com nada e se recupera mais rapidamente. Graças a Deus, sou uma sortuda que não sabe o que é rachadura, fissura nem mastite.

Ambas as conchas têm furo para ventilação. A concha pré-parto da marca Lolly possui um grande orifício enquanto a concha pós-parto da marca SaveMilk possui três furinhos. Se a mamãe se descuidar e se abaixar com a concha cheia, vai ter uma surpresa: o leite vai vazar pelos furinhos. Depois não adianta chorar pelo leite derramado. Risos...
Imagem retirada de http://brasil.babycenter.com/thread/84301/conchas-para-amamenta%C3%A7%C3%A3o-savemilk


Absorvente para seios Johnson's:
Vantagens: boa absorção (feito em flocgel), discreto, não faz volume sob a roupa, feito de material respirável
Desvantagens: quando usei, o absorvete grudou no mamilo, me machucando.
Preço: em média R$ 15,00 (24 unidades).

Conchas Lolly pré-parto: 
Vantagens: mantém o mamilo sem contato com nenhuma superfície, ajuda a cicatrizar rachaduras e fissuras, furos para ventilação, base rígida, fácil higienização.
Desvantagens: nenhuma.


Preço: R$ 22,00 (o par).


Conchas Savemilk pós-parto: 
Vantagens: mantém o mamilo sem contato com nenhuma superfície, ajuda a cicatrizar rachaduras e fissuras, furos para ventilação, base flexível, fácil higienização.
Desvantagens: preço.
Preço: R$ 55,00 (o par).




12 comentários:

Anônimo disse...

Obrigada pelas dicas.. E eu que acabei de descobrir AGORA que estava usando a concha errada ate hoje (minhas bebês -Sim tive gêmeas) estão com 60 dias!! rs.. Obrigada.. Beijos da Zuba

Talita Felipe disse...

Olá, Zuba. Eu também usei as conchas erradas por um bom tempo. Usei a pré-parto após o parto. Mas, como escrevi acima, elas me serviram quando o leite empedrou. Boa sorte com as novas conchas. E parabéns pelas suas filhas. Ter gêmeos é ser duplamente abençoada :)

Wani disse...

Olá Zuba, com 60 dias seu organismo ja regularizou a produção de leite.Experimente ficar sem as conchas em casa até ter segurança, você vai ver que a vida sem as conchas é ainda melhor do que com elas! Afinal elas são realmente necessárias neste início, eu parei de usar com 40 dias post parto e foi perfeito! E olha que eu tinha muito leite! Beijos e boa sorte.

Angela Ribeiro Vaz disse...

Olá Mamães,
Eu optei por usar as conchas, ambas,a antes e a pos parto. São MARAVILHOSAS e adorei, deu super certo pra mim, e gostaria de compartilhar com voces..
Eu usei uma antes do parto, que chamava Concha Rigida The BestMilk by Savemilk, ela ajudou pois ela mesmo com o uso apartir das 27 semanas unas 2 horinhas por dia, ela ajuda na formação do bico do seio, pois meu seio era plano e eu fiquei com um super bicão.
Depois quando tive meu bebe, eu usei a CONCHA DE BASE FLEXIVEL The BestMilk by Savemilk, ela tem uma parte em silicone que deixa o seio mais confortavel e tambem evita atrito com o sutiã, e mais o bico nao fica grudando na roupa. EU ADOREI, ainda não tive nenhuma rachadura.
Vale pena, pois ainda não gastei com absorventes para seios, pois as conchas são Reutilizaveis, é só lavar com uma buchinha e detergente e as vezes ferver por uns 5 minutinhos.

Para saberem mais sobre as conchas, acesse o site do fabricante abaixo.

http://tutticare.com.br/


Siga-me no TWITTER:
https://twitter.com/Demamaepramamae

CURTA MINHA PAGINA NO FACEBOOK:

https://www.facebook.com/Demamaepramamae

E Troque experiencias e dicas, da Gravidez, Amamentação ou diversão do seu bebê!


Talita Felipe disse...

Verdade, Wani. Depois que o organismo regulariza a produção de leite, não vejo mais necessidade de usar as conchas.
Boa sorte!

Talita Felipe disse...

Ótimo relato, Angela!

Anônimo disse...

Olá me chamo Suelen e tenho uma dúvida eu faço uso da concha pois tenho um bebê de 9 dias o leite que vaza do seio na concha e o primeiro leite que mata a sede do bebe quando eu vou dar de mamar para ele isso significa que o leite que vazou que mata sua sede não tem mais é só o leite gordo que vão ficar e o meu bebê vai ficar com sede ou isso não tem nada a ver?

Talita Felipe disse...

Oi, Suelen.
Tudo bem?
É verdade, o leite materno é composto de três fases. Essa fase inicial tem mais água e mata a sede do bebê. O leite com gordura vem em seguida, e ele faz o bebê ganhar peso. Por isso que é importante deixar o bebê mamar bem primeiro em um seio e só depois trocar, senão ele vai beber apenas "água". Por fim, vêm as proteínas. Mas o leite que vaza na concha, normalmente, é em pouca quantidade. Inclusive, quando se vai doar leite, se recomenda desprezar os primeiros jatos, que podem conter alguma impureza e tal. Então, não tem problema o leite vazar um pouco na concha. Você verá que em alguns dias, seu organismo vai se adaptar à necessidade do seu bebê e o leite vai começar a vazar bem menos até parar totalmente de vazar.
Parabéns pra você e pro seu bebê!
Abraços.

Anônimo disse...

Olá Talita ! Parabéns pelas valiosas informações em seu blog. Adorei suas explicações e fiquei sabendo da existência dessas conchas através de seu blog. Tenho certeza que vc estará ajudando muitas mamães porque sabemos que a fissura nos seios é muito comum e essas conchinhas serão de grande valia para diminuir o sofrimento de algumas mamães. Estou gestante de 21 semanas e irei me prevenir usando essas conchas pré-parto porque nunca amamentei. Quanto tempo antes de ter meu bebê eu devo começar a usá-las ? Lidia

Deborah disse...

Olá! Gostaria de saber onde posso comprá-las. Obrigada!

Talita Felipe disse...

Lidia, você pode começar já no 3º trimestre de gestação. Mas antes de qualquer coisa, conversa com seu obstetra. As conchas realmente ajudam muito, tanto para formar o bico do seio em quem não tem como para evitar o atrito do mamilo com a roupa e evitar fissuras e problemas durante a amamentação. Boa sorte pra você e seu bebê.

Talita Felipe disse...

Deborah, comprei na Baby Center aqui da minha cidade, mas as conchas são vendidas em várias lojas de produtos para bebês.

Postar um comentário