segunda-feira, 1 de abril de 2013

Aspirador nasal Lillo


Aspirador nasal é um daqueles itens que constam em praticamente todas as listas de enxoval, mas que a gente acaba quase sempre cortando das compras. É mesmo útil? Bom, ser ou não ser útil é algo muito relativo. O que pode ser essencial para mim pode ser completamente dispensável para outra mamãe. Algumas amigas mamães me alertaram que nunca tinham usado e que não valia à pena investir nisso, que o cotonete é suficiente para limpar o narizinho do bebê. Mas, por via das dúvidas e como mamãe de primeira viagem, resolvi comprar. Não custa nada (ou melhor, quase nada, já que o aspirador é baratinho), né? 
Aspirador nasal Lillo. Fonte: http://www.walmart.com.br/Produto/Bebes/Aspirador-Nasal-e-Dosador-de-Medicamento/Lillo/288195-Aspirador-Nasal---Rosa---Lillo?utm_source=google-pla&adtype=pla&utm_medium=ppc&utm_term=288195&utm_campaign=Bebes---Saude-e-Higiene---Aspirador-Nasal-e-Dosador-de-Medicamento

 
Hoje, do alto dos meus 7 meses de experiência na arte da maternidade (uaaau!) posso afirmar que, para o dia a dia, o aspirador nasal é totalmente dispensável. Na prática, eu limpo o nariz da minha filha com cotonete mesmo. Mas, quando o bebê está gripadinho, o aspirador nasal salva a pátria. Moral da história: é importante tê-lo. Deixa eu esclarecer melhor as coisas. Bom, nos dias comuns, em que o bebê não está resfriado nem nada, basta colocar um cotonete (de cabeça pequena) no narizinho dele e retirar as melequinhas. Caso seja necessário hidratar o nariz antes, pode-se usar soro fisiológico. Eu uso Salsep 360o (posso fazer uma postagem específica sobre o Salsep depois, se vocês quiserem), que nada mais é do que soro fisiológico, envazado de tal forma que promove uma micronebulização e, por isso, não provoca a sensação de afogamento dos soros fisiológicos usados via conta-gotas comuns. Então, a dupla cotonete – Salsep é suficiente para mim, no dia a dia. Mas, há algumas semanas atrás, minha filha pegou o primeiro resfriado da sua vidinha (culpa minha que permiti uma visita muito-muito-muito doente ter contato com ela mas vamos abstrair esse episódio). Foi aí que percebi a importância de se ter o aspirador nasal em casa. O resfriado provoca obstrução nasal. O narizinho fica cheio de secreção e, muitas vezes, minha filha acordava no meio da noite com dificuldade pra respirar (e eu acordava junto, por tabela). Mesmo colocando a pequena para dormir com a cabeça mais elevada do que o tronco e sem ar condicionado, o narizinho entupia. Como os bebês pequenos ainda não sabem assoar e a secreção não é consistente o suficiente para ser retirada com cotonete, a única saída que vi foi usar o aspirador nasal. Mas, mamãe, se prepare: ao colocar esse trequinho na narina do seu filho, ele vai te odiar profundamente por 5 segundos. Nossa, como minha filha berrava enquanto eu desobstruía o narizinho dela com o aspirador (e como eu me praguejava por não ter evitado ese sofrimento!). Tudo bem que minha filha não é parâmetro nesse assunto já que, desde que nasceu, ela detesta com todas as forças que cutuquem o nariz dela. Sempre foi assim, mesmo com o cotonete, eu tenho que fazer mágica para mirar e acertar o alvo mesmo com as mãozinhas e perninhas sacudindo loucamente na tentativa de se desvencilhar do cotonete inimigo. Risos... Mas, falando sério, o aspirador nasal é um pouco incômodo mesmo e é preciso cuidado na hora de manuseá-lo para não machucar o bebê e causar um desconforto ainda maior do que o nariz entupido. O processo é bem simples: 
  • Aperte a bombinha (parte rosa).
  • Introduza o bico anatômico (essa parte transparente) na narina do bebê. 
  • Tampe suavemente a outra narina do bebê.
  • Solte, de maneira suave, a bombinha.
Pronto, a secreção sai do narizinho do seu bebê e ele pode respirar aliviado. Caso a secreção esteja ressecada, é interessante lavar o nariz do bebê com soro fisiológico antes de usar o aspirador.

Aspirador nasal Lillo.

O aspirador nasal Lillo é desmontável, o que facilita a higiene. É preciso lavar após o uso, já que a secreção fica acumulada na bombinha. O bico (parte transparente) pode ser fervido. A bombinha, por outro lado, não pode se esterilizada.
Facilmente desmontável.
A única desvantagem que constatei nesse modelo da Lillo foi o tamanho do orifício do bico. O nariz da minha filha é pequenininho, então não é tão fácil introduzir a ponta do bico na sua narina. Não testei outras marcas, então não posso afirmar que o bico do aspirador Lillo é grande demais ou se este é o tamanho padrão.

Aspirador nasal Lillo
Vantagens: preço, fácil manuseio, fácil higienização, pontas arredondadas (seguro para o bebê), pode ser usado por bebês de qualquer idade, produto cadastrado na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).
Desvantagens: orifício do bico grande, pode machucar o bebê, se usado de forma brusca ou incorreta.
Preço: R$ 10,00, em média.

9 comentários:

Daniela Bandeira disse...

Eu até comprei um desses, mas só usei uma vez! Depois de ver o sofrimento dele com esse treco e ler tanto relato negativo sobre isso, deixei pra lá! Só uso o soro fisiológico mesmo =)

Jack disse...

Queridaaa mas que blog otimoooo vou lendo td pra qdo for minha vez hehehe

Talita Felipe disse...

Pois é, Dani, tem que usar com muito cuidado pra não machucar. Eu também prefiro só o soro fisiológico e o cotonete. Espero que minha pequena demore muito a adoecer novamente e eu não precise usar o aspirador :)
Beijo.

Talita Felipe disse...

Oi, Jack!
Que bom você aqui :)
Vai logo pegando todas as dicas pra quando seu bebê com Márcio chegar você já estar craque :P
Beijo.

Um olhar para dentro disse...

Te salvei com essa dica né amiga? rs.
Lembro tanto da Thatá aquele dia no restaurante com dificuldades de respirar... oh dó!
Eu uso até hoje no Enzo, no alto dos seus 4 anos, quando entope só o aspirador para salvar nossas noites.
É fato que causa um ódio tão instantâneo quando o alívio deles.
Dói, incomoda, mas só deles voltarem a respirar já tá valendo.
Uso, indico e aprovo.
Mas o do modelo de bico fino não serve, o meu é exatamente como o seu.
Adorei o blog.
bjs

Talita Felipe disse...

Aspirador salvador da pátria! Risos... Mas é verdade que o alívio é quase instantâneo. É um mal necessário, como tantos outros na vida, né?
Beijos mil, Carol querida.

Perla Katia disse...

Bem minha pequena esta com 5 meses e 3 semanas e pegou o primeiro resfriado,eu tinha em casa esse aspirador, mas muito incomodo, a pediatra receitou um da Nuck, bem melhor, ponta de silicone que não machuca, é uma dica, demorei pra encontrar e é um pouquinho mais caro, em torno de uns 20,00 mas vale a pena. E é lógico o Salsep 360 que é ótimo.

Perla Katia disse...

Bem minha pequena esta com 5 meses e 3 semanas e pegou o primeiro resfriado,eu tinha em casa esse aspirador, mas muito incomodo, a pediatra receitou um da Nuck, bem melhor, ponta de silicone que não machuca, é uma dica, demorei pra encontrar e é um pouquinho mais caro, em torno de uns 20,00 mas vale a pena. E é lógico o Salsep 360 que é ótimo.

Talita Felipe disse...

Oi, Perla.
Atualmente tenho usado pouco o aspirador. Quando é preciso, tenho lavado o nariz da minha filha com soro e seringa. O resultado é ótimo!

Postar um comentário